At.2: 4

“E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.”

No dia de Pentecostes Deus estabeleceu Sua vontade em diversas esferas na vida do seu povo.

Dentre a chegada plena da Pessoa do Espírito Santo com os seus “batedores” o fogo; ou o indescritível som como de um vento veemente, e o aparecimento da glossolalia, temos nas entre linhas do acontecimento, o limite em que Deus nos deseja encontrar-nos: Cheios do Seu Espírito.

A igreja do início teve a marca do limite apresentado por Deus para serem usados:

Em Atos 4:31 Eram cheios do Espírito em momentos do perseguição.

“E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus.”

Em Atos 6:3 Era virtude indispensável encontrada nos obreiros

“Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio.”

Em Atos 13:52 Era um estado de vida dos discípulos.

“E os discípulos estavam cheios de alegria e do Espírito Santo.”

Em Ef 6:18 Era um incentivo pelo apostolo que fossem se enchendo dia após dia.

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito”

Carecemos de uma renúncia pessoal, de uma entrega total, para vivermos a era do transbordamento descrita alusivamente por Davi (Sl.23:5), desejada ansiosamente por Habacuque (Hc.3:2), e experimentada diariamente pela igreja primitiva: “E todos foram cheios do Espírito Santo” (At.2)

Que ao dobrarmos nossos joelhos, peçamos que o Senhor nos encha do Seu Espírito.

Em que nível nos encontramos?

Rasos? Pela metade? Ou cheios?

Corramos para uma vida cheia do Espírito Santo.

Seremos cheios do Espírito Santo na oração.

Seremos cheios do Espírito Santo na meditação.

Seremos cheios do Espírito Santo na comunhão.

Seremos cheios do Espírito Santo na intimidade com o Pai.

Seremos cheios do Espírito Santo na intimidade com o Filho.

Seremos cheios do Espírito Santo na intimidade com o Espírito.

Busquemos a marca que agrada a Deus: Cheios do Espírito Santo!

Pense na marque que Deus deseja: Cheio.

Até a próxima meditação.

Deixe seu comentário:
Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Casado, pai e serve a Deus na AD Perus Catedral.
EBFO 2020