LEVANTEMO-NOS – Uma palavra para casais

Ct.7:12
“Levantemo-nos…”

Tudo em um relacionamento segue melhor quando ambos se levantam. A questão para um tempo tão diferenciado que muito de nós nunca vivenciamos é, se em meio a esta pandemia, como casal decidimos manter nosso relacionamento em pé.

Parece que manter um relacionamento em pé, no cenário apresentado em Cantares de Salomão, onde desenha-nos um ambiente de vales, lírios, flores, perfumes, jardins e outras coisas mais, é praticamente o desejo de pelo menos a maioria dos casais, ou seja, uma vida não só de cenário sossegado como de expectativas satisfeitas realizadas.

Pois bem, o que esta linguagem camponesa de amor, tem a ver conosco na vida da cidade?  Tudo; pois, independente se moramos no campo ou na cidade, o que se prioriza em um relacionamento é: Estar em pé. Decidirem dizer: Levantemos.

Hoje, dia dos namorados, para os que ainda não casaram e namoram, e para os que casaram e continuam namorando, sempre existe uma expectativa neste dia. Seja um buquê (para entregar em casa), seja um jantar especial (em casa), seja um momento a sós (em casa), seja até sem presentes, ou coisas que enchem os olhos, mas juntos (em casa). Sabe, uma coisa se poderia conversar mais acentuadamente. Isso mesmo. Antes de carinhos e beijos, e outras coisas, que tal conversar tempo suficiente e necessário sobre levantarmos?

Como casal que namora, precisamos não só dizer, mas também buscarmos trazermos estas coisas como nosso estilo de vida:

1) Levantemo-nos em nosso altar de oração: Não leve seu relacionamento, sua vida espiritual, somente no poder de decisão ou na espiritualidade de seu cônjuge, você também decide, você também pode buscar vida com Deus. Melhor é serem dois, na oração do que um. Alguns se prendem em dizer: Ela(a) tem orado por nosso relacionamento. Não, ao invés disso diga: Nós temos orado por nosso relacionamento.

2) Levantemo-nos cercando nosso jardim: Nenhum jardim é fechado, quando um jardineiro o abandona. O abandono de um jardim fechado começa; quando juntos não se levanta mais cercados. Quando juntos não cortam as ervas daninhas da fofoca, do abrir do coração sobre o que acontece no jardim fechado. O nome já diz “Jardim fechado”. Ambos no jardim são responsáveis pelo cercado, não se culpa raposas e raposinhas quando não se levantam mais o cercado.

3) Levantemo-nos com nossa bandeira do amor. Nosso amor não pode apagar. Nosso amor não pode acabar. Nosso amor não pode parar. Nosso amor não pode esfriar. No nosso amor temos uma bandeira para levantar. Nosso relacionamento sobreviverá se levantarmos nossa bandeira do amor. Decidam não abaixar a bandeira. Decidam representar, obedecer e compartilhar a outros o lema desta bandeira: “O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

“Vamos com oração, cercar nosso relacionamento com a bandeira do amor.”

Dia dos Namorados. Felicitem-se todos os dias, porém; não esqueçam de conversar tempo suficiente e necessário sobre juntos: Levantarem-se.

Até a próxima meditação.

Deixe seu comentário:
Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Casado, pai e serve a Deus na AD Perus Catedral.
CONTRIBUIR