Fatos da véspera do primeiro Natal em Lucas.

Assim como os fatos dia do primeiro Natal, teve sua significativa importância, os fatos da véspera também nos trazem uma deleitosa e prazerosa meditação.

1) O nascimento do precursor. Lc.1:76


Conforme a profecia do profeta Isaías 40:3, temos na vida de João Batista a execução do extraordinário plano de Deus.

2) O decreto do imperador.2:1


No Império Romano se realizavam censos periódicos com duplo objetivo: para impor as contribuições e para descobrir aqueles que
podiam cumprir o serviço militar obrigatório. Os judeus estavam isentos do serviço militar, e, portanto, o censo na Palestina tinha um propósito
predominantemente impositivo.
Percebemos que mesmo com o caráter impositivo da época, Deus tinha absoluto controle.

3) Os bastidores do nascimento do Salvador. 2:6


Perto de nascer Jesus, muitas coisas deviam passar pela cabeça dos dois. Como será? Teremos atendimento? Haverá parteira? Que lugar iremos aguardar? E tantas outras indagações.
Por vezes nos encontramos em uma situação semelhante, mas nos esquecemos que pelos bastidores Deus está trabalhando.
Na véspera de um grande acontecimento havia intenso trabalho.

4) As vagas preenchidas de todas as estalagens sob a supervisão do Redentor. 2:7


De casa em casa, de porta em porta, de respostas negativas a respostas negativas, tudo parecia insolúvel.
O improvável estava diante dos olhos do casal, mas aos olhos de Deus era só um tempo para o melhor que estava sendo preparado.

5) A manjedoura preparada por Deus com muito amor.2:7


Tudo estava indisponível para o nascimento de Jesus, menos o lugar onde o Deus tinha separado. Uma manjedoura, o lugar onde os animais comiam. Como Deus, Ele veio de cima do palácio Celestial, para na terra como homem, nascer em uma simples manjedoura sem igual.

6) A antecipação dos panos para dar ao menino o devido calor. 2:7


Muitos estudiosos vêem estes panos como um retrato de solidão, rejeição, obscuridade e pobreza.
Os panos jamais poderiam esconder sua real companhia, sua real aceitação, sua real luz, sua real riqueza.
Não se intimide pelos panos que a vida lhe cobre, há um real valor. Há um real propósito. Panos cobrem, panos protegem, panos dão calor, panos são meios para logo mais descobrir o Filho de Deus.

7) Os pastores no campo vigiando o rebanho, mas tinham muito antes guardado o que Deus falou. 2:8


Não foi o imperador e nem tão pouco as ilustres autoridades da época, nem escribas ou sacerdotes que receberam a mensagem do nascimento.
A mensagem do nascimento veio aos pastores, considerados como a plebe da época, desprezados.
Deus sabe com confundir as coisas que são com as que não são.

8) Os anjos no céu prontos para um sublime louvor. 2:14


O perfeito louvor vem das crianças.
O povo de Deus foi feito para adorar.
O escritor aos Hebreus disse que o fruto dos lábios agrada a Deus.
Mas foi no Livro de Neemias que nos aponta que o exército dos céus te adora.
Os seres criados são poderosos, são velozes, são inteligentes, são espíritos ministradores, mas eles são adoradores.
O cântico não podia ser outro: Glória Deus nas alturas! Hosana!

9) O cuidado com a vida de um homem temente a Deus, chamado Simeão e o que o Espírito lhe revelou. 2:26

Os dias passam e a promessa de Deus fica em pé.
Deus é fiel para o cumprimento do do que diz.
Algo impar estava para acontecer na vida de Simeão.
Deus é perito em surpreender aqueles que nele confiam.
O Espírito Santo falou, e no templo realizou o que disse.

10) A longevidade de uma mulher com seus quase oitenta e cinco anos, e a sua esperança que não se acabou.2:36

A profetisa da tribo de Aser, viúva e virgem, consagrada e do templo recebeu de Deus o grande privilégio de ouvir Simeão, e celebrar a Deus a redenção. Sua idade, quase oitenta e cinco anos nos traz a lição da perseverança. A idade em que Josué estava quando recebeu sua herança.

11) A volta para Nazaré, que já estava no coração de Deus conforme Isaías profetizou. 2:39; Is.9:1-2

O casal sabia que ia, mas não sabia que voltava. Deus em sua Onisciência, sabe não só nossa ida, mas sabe nossa volta. O casal voltou por causa porque tinha uma profecia.

Muitas vezes voltamos por causa dos propósitos de Deus.

Até a próxima meditação.

Deixe seu comentário:
Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Casado, pai e serve a Deus na AD Perus Catedral.
EBFO 2020