A dor que vale a pena

“O amor é sofredor…” 1Co.13:4a

O verdadeiro amor exige sofrimento. Procure notar que, quando se ama, se sofre. Amar é sofrer junto. Amar é chorar junto. Amar é passar junto. Amar com o amor de Deus dói, mas, sara quem sofre sem este amor.

Fazer vistas grossas a esta verdade do amor, é como dizer que é fácil extrair o látex de uma seringueira, pois não há látex sem ferir o madeiro.

O amor que sofre junto, é o amor que cuida, que olha, que ajuda.

O amor que sofre, é aquele cujo coração está quebrantado, as mãos estão firmes para ajudar e tem um lenço para empurrar.

Amor que sofre, é o amor que vence.
Amor que sofre, é o amor que suporta.
Amor que sofre, é o amor que espera.
Amor que sofre, é o amor que crê.

A única dor que vale a pena, é aquela que tem como sua base o amor.

Ame com um coração que cuida, que olha, que ajuda, que sofre.

O amor de Jesus foi sofredor por todos nós, foi doído, foi angustiante, mas foi profundamente curador. Porque “pelas suas pisaduras(dor que valeu a pena) fomos sarados.

Até a próxima meditação.

Deixe seu comentário:
Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Serve na Deus na AD Perus Catedral. Casado, pai de dois filhos.
CONTRIBUIR