A tradição AD Perus foi mantida: Alvorada e Desfile 7 de Setembro

A tradição foi mantida.

O 7 de setembro deste ano foi palco de dois grandes acontecimentos, que muito embora sejam tradicionais na história vitoriosa da AD de Perus, invariavelmente nunca repete os gestos, reações e adesões dos que cronologicamente aguardam pelo dia que a “Igreja do Relógio” sai às ruas, acordando o povo pela manhã através da alvorada e emocionando-os no período vespertino, a partir do desfile.

Quando o relógio assinalou 6h, músicos estavam a postos, em frente do templo-sede, aptos para iniciar a marcha que percorreu diversas ruas no entorno da igreja.

 

Com a presença da Guarda Municipal Metropolitana, que assegurou tranquilidade ao deslocamento dos músicos e acompanhantes, o desfile musical matinal ganhou aclives, declives e se fez notório, “tirando” da cama muita gente. Pessoas que aguardam ansiosa e anualmente pela passagem do cortejo à sua porta e que consigo trazem filhos, cônjuges, parentes e amigos, novamente se realizaram, prestigiando os acordes matinais.

Após diversas passagens, os músicos se dirigiram para o ponto de partida, onde encontraram um ambiente daquele que enfrentaram ao partir: cedo predominava a neblina e fazia frio. Na chegada, blusas foram deixadas de lado, vez que os raios solares começavam iluminar o chamado “Dia da Igreja”.

DESFILE

Seguramente o ano de 2018 garantiu ao desfile que reúne todos os departamentos da igreja, assim como obreiros e membrasia, um contingente excepcional. Se comparado aos deslocamentos anteriores, a parada foi impactante, vez que muita gente que tinha deixado de participar resolveu retomar o gesto, reinserindo-se no cortejo que deixou o frontal da Matriz/Catedral e percorreu vias paralelas.

Pr. Joinville Albernaz (vice-presidente)As bandeiras retratando a presença da igreja na rua, abriram o cortejo evangélico, tendo após as representações que são ativas no cotidiano da igreja. Entre um e outro departamento, faixas eram exibidas identificando os grupos e sobretudo expressando palavras de ordens, cujo fulcro foi destacar os 71 anos de fundação da AD Perus no bairro e o crescimento que o Senhor tem patrocinado à obra.

Impactando o bairro, a AD Perus ocupou a praça Inácia Dias. Conjuntos adoraram ao Senhor de forma integrada. Hinos foram entoados e a palavra pregada no culto ao ar livre que teve como preletor o pastor Joinville Albernaz (vice-presidente).

Assim que o trajeto foi concluído, mediante apoio de uma guarnição da Guarda Municipal Metropolitana, e emoção a flor da pele por mais um ano de bênçãos assegurados ao ministério pelo Senhor, todos adentraram à Matriz e clamaram ao Pai, sendo gratos, implorando sua presença ao longo de mais um ano a ser percorrido pela igreja que cresce a cada instante.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe seu comentário:
Célio Campos
Célio Campos
Jornalista, historiador, editor de Conteúdo do jornal O Arado e mestrando em Comunicação.
EBFO 2019