Conselheiros tutelares serão eleitos dia 6 de outubro

No dia 6 de outubro, das 8h às 17h, milhares de eleitores vão voltar às urnas para indicar até cinco conselheiros titulares. Os eleitos vão exercer mandato de 10 de janeiro de 2020 a 9 de janeiro de 2024. O Conselho Tutelar (CT) é órgão permanente e autônomo, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos no Estatuto da Criança e Adolescente.

Quem pode votar
Todas as pessoas a partir de 16 anos, com título de eleitor válido, vão poder votar nos candidatos aos conselhos tutelares. Isso, porém, pode ser alterado em cada cidade.

No primeiro semestre deste ano, o pastor Elias Cardoso, presidente da Assembleia de Deus – Ministério Perus, tomou conhecimento de um circular que atacava a candidatura de evangélicos como conselheiros tutelares. O teor da mensagem pejorativa foi compartilhado pelo presidente na reunião do Conselho de Ministros.
O pastor André Bueno que atua na Comissão Política da AD Perus ressalta que “ao contrário do que afirmam nossos opositores, temos homens e mulheres capazes para contribuir com a sociedade como conselheiros tutelares”. Ele argumenta, ainda, que ser evangélico e conselheiro tutelar não significa que a lei será deixada de lado. “Por tudo o que aprendemos como regra de fé e prática, os conselheiros tutelares que servem ao Senhor serão os primeiros a atuar para que as crianças e adolescentes tenham plena garantia de direitos”, adianta.

Candidatos a conselheiros tutelares e locais de votação
Para este pleito, 12 membros da AD Perus são candidatos a seis conselhos tutelares, em cinco cidades: Caieiras, Capivari, Francisco Morato, Osasco (Norte) e São Paulo (Perus e Morro Doce).

Confira a lista de candidatos, seus respectivos números na urna e Conselhos Tutelares aos quais concorrem.

Deixe seu comentário:
Midia AD Perus
Midia AD Perus
Departamento de Mídia e Comunicação do Ministério de Perus
EBFO 2019