Exército de voluntários é diferencial na AD Perus

Quem chega aos 13.500 metros quadrados do complexo da Assembleia de Deus Ministério Perus, na Zona Norte de São Paulo, sempre vai poder se impressionar pela estrutura. Afinal, deparam-se com um prédio que foi inaugurado em 1975 e se tornou um marco no bairro e um patrimônio na Capital paulista.

A contemplação fica ainda maior ao considerar o novo templo que, muito mais que concreto e vidro, simboliza a expansão do reino de Deus por intermédio de uma igreja fundada em 1947 e que ao longo de sete décadas soma 1300 templos, mais de 13 mil obreiros e milhares de salvos em Cristo Jesus no Brasil e no exterior.

Uma pequena parcela desta igreja vai se congratular até 4 de março, durante a Escola Bíblica Fraternal de Obreiros (EBFO) e Convenção Nacional. Ao longo dos quatro dias, serão 15 cultos, sendo 12 restritos aos inscritos, e três abertos ao público em geral (sexta-feira, dia 1, 19 horas; sábado, dia 2, 18h30; domingo, dia 3, 18h30).

O que acontece no meio de toda essa estrutura é ainda mais impressionante, comovente, envolvente e edificante. Basta observar o movimento para perceber que em tudo está presente a boa mão de Deus, conduzindo o organismo vivo que é a Igreja de Jesus.

Praça de alimentação

Para atender o grande fluxo de pessoas ao longo de todo o evento, a praça de alimentação conta com dez barracas. Cada barraca é gerenciada por uma Regional, setor ou departamento da Catedral (confira tabela). São centenas de voluntários de todas as faixas etárias que se alternam para entre um sorriso e outro, entregar um lanche, receber uma ficha e, quer comendo, quer bebendo, fazer tudo para a glória de Deus.

Para que tudo fique sempre organizado, limpo e em condições agradáveis para os milhares de participantes do evento, um pelotão especial de limpeza vai se alternar ao longo do evento. Segundo a irmã Eliada Avelino Faverin, que coordena esta equipe da Regional Morro Doce, serão quase 150 pessoas se dividindo em turmas que atendem no período da manhã até 14 horas e a partir das 14 até o término do evento.

Há, ainda, os voluntários da Catedral e Regional Centro que se alternam no suporte da lanchonete e na cozinha central que também atende a praça de alimentação. Outra equipe que também vai prestar suporte são as 40 voluntárias da Regional de Francisco Morato que vão atuar na preparação de gêneros alimentícios.

Toda essa estrutura conta com a coordenação geral dos pastores Mateus Vieira de Magalhães, que dirige o setor Vila Rosina, da Regional Caieiras, e do pastor Antonio Gonçalves, da Catedral. Juntos eles procuram atender as necessidades que surgem às centenas, mas são supridas conforme a boa mão de Deus vai se manifestando em todos os detalhes do evento.

Deixe seu comentário:
Midia AD Perus
Midia AD Perus
Departamento de Mídia e Comunicação do Ministério de Perus
EBFO 2019