Umademp Brasil: muito além de três dias

O pastor Elias destacou que a igreja só se curva diante da vontade de Deus que está revelada nas Escrituras

As batalhas espirituais que são travadas para a realização de um evento com as proporções de um Congresso Nacional de Jovens como o Umademp Brasil, na Catedral da AD Perus, em São Paulo, não são escaláveis para as métricas humanas. “Cientes dos desafios, a preparação do congresso ocorre sob muita oração, jejum para que o Senhor manifeste a sua glória na vida da juventude”, detalha o pastor Flávio Pena, coordenador nacional da Umademp.

A movimentação espiritual, tanto no reino da Luz, quanto entre as hostes espirituais da maldade, é explicada porque, no lado que foi derrotado por Jesus na Cruz do Calvário, mais derrotas serão impostas ao reino das trevas. À medida que Deus revela coisas grandes e firmes, em resposta às orações dos santos, soldados são restabelecidos, vidas são resgatadas, muitos filhos pródigos retornam aos braços do Pai, vocações são despertadas, chamados específicos feito pelo Eterno, acontecem de modo pessoal e inconfundível.

BATALHA NA MENTE

O pastor Elias Cardoso, presidente da AD Perus, destaca que os ataques contra os valores da fé, da família e da moral cristã não vão fazer sucumbir a igreja de Cristo. O presidente destaca que não há margem para flexibilizar e aceitar como verdade a inversão de valores que ofende a inteligência humana negando questões basilares como a criação de Deus de homem e mulher. “Homem é homem, mulher é mulher, acabou e pronto. Fim de papo”, afirmou.

Pastor Flávio Pena: “Cientes dos desafios, a preparação do congresso ocorre sob muita oração, jejum para que o Senhor manifeste a sua glória na vida da juventude”

A postura da igreja se mantém firme como os amigos Hananias, Misael e Azarias que não se prostraram diante da imagem de Nabucodonosor. Atualmente, há uma militância para os servos de Cristo se prostrem diante de “bandeiras coloridas”. Como líder espiritual da juventude, o pastor Elias destacou que a igreja só se curva diante da vontade de Deus que está revelada nas Escrituras.

O presidente pontuou, ainda, que quando há resistência para obedecer a vontade de Deus, o desconforto espiritual se manifesta e as justificativas é de que não consegue mais ficar. Pastor Elias explica que quando há mancha espiritual, contaminação com os valores das trevas, as alternativa são endireitar, consertar o altar ou sair.

VITÓRIA ESPIRITUAL

Quem aceita viver sob os domínios do Espírito, atende ao convite para mergulhar mais fundo no rio da graça, ouve mistérios que, como detalhou Jesus, não podem chegar ao entendimento humano por carne e sangue, mas somente pela revelação do Eterno.

Entre os milhares de jovens que “deram lugar”, buscaram o Manancial de Águas Vivas está o jovem Isac Cardoso Pereira, da Regional Marília, liderada pelo pastor William Avelino. Batizado nas águas desde 2018, Isac buscava o “Selo da Promessa” que é o batismo no Espírito Santo. Uma promessa atual, real que, como adiantou o apóstolo Pedro no dia de Pentecostes, “diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar”.

CUMPRIMENTO DA PROMESSA

Isac, da Regional Marília, viveu a promessa do batismo no Espírito Santo, dentro do ônibus no retorno para sua região

Deus, em sua soberania, não cumpriu a promessa na vida de Isac enquanto esteve na Catedral. O jovem testifica que saiu do Umademp Brasil “cheio da Palavra”. Seu coração estava aquecido, sua mente estava irrigada pelo que viu e ouviu da parte do Eterno. Ele relata que, na viagem de regresso para Queiroz-SP, cidade que integra a Regional Marília, foi levantado um clamor dentro do ônibus.

“A presença de Deus estava no ambiente. Aí, eu e mais um irmão fomos batizados com o Espírito. E a partir desse momento o fogo desceu no ônibus. O lugar ficou pequeno e o Nome do nosso Deus foi adorado grandemente”, testifica. A gratidão é inevitável. “Fico muito feliz por ter participado esse ano do nosso congresso e ficará marcado na história do muito jovem. Estou muito contente com essa nova etapa da minha vida espiritual essa, nova etapa com o Espírito Santo”, conclui.

Keli Oliveira Rodrigues, da Regional de Marília, nos 12 anos que serve a Jesus, participa do Umademp há uma década. Com este repertório de congressos nacionais, ela avalia que é difícil dizer o que mais marcou porque “foi tudo perfeito”, sintetiza. Para ela, “um dos melhores congressos da Umademp nos últimos anos’. Keli, que trabalha com confeitaria, pontua que a mesa espiritual servida pelo Senhor foi abundante. Cada ministração foi complementando uma à outra. Ela destaca as ministrações sobre a aplicação da fé e libertação espiritual em diversas áreas.

LANÇANDO A REDE

O pastor William detalhou que em uma parada na região de Bofete-SP, os jovens adoraram ao Senhor com o hino “Ruja o Leão”. Diante da ação espontânea dos jovens, impulsionada pelo Espírito de Deus, uma funcionária do posto que estava afastada, orou com eles voltando para os braços do Pai. Esta jovem disse que, permitindo o Senhor, quer participar do Umademp Brasil 2023.

Após isso, o gerente do posto pediu que a caravana adorasse ao Senhor com mais um hino. Uma evidência de que há almas com sede. A igreja de Cristo não pode pautar o cumprimento de sua missão com base nos que rejeitam, mas precisa manter o foco naqueles que têm fome e sede de Deus.

A caravana de Marília foi espalhando brasas tiradas de sobre o altar por onde passou. Com isso, a glória de Deus se manifestou na viagem de volta com reconciliação e batismos no Espírito Santo