Semear no campo missionário é segredo de vitória

O pastor Elias Cardoso ressalta que a seriedade
no cumprimento da grande comissão traz prosperidade e sustentabilidade para os projetos missionários nacionais e transculturais

A AD Perus celebra seus 74 anos de fundação e, com confiança, pode testificar que confiar no Senhor de modo irrestrito é o segredo para o crescimento consistente. Quem visita o complexo da Catedral, em Perus, se impressiona com os 12 mil m² de área construída.

Os carnais vão se limitar a ver o aparente. No entanto, os espirituais entendem que estão diante de uma demonstração inequívoca do poder de Deus ao cumprir a promessa de fazer prosperar o trabalho das mãos de quem investe na obra missionária.

Em 1947, quando os pioneiros chegaram ao bairro para dar os primeiros passos da igreja, Perus era apenas um lugar distante para onde só afluía quem buscava emprego na fábrica de cimentos ou em atividades que surgiam em função da mesma.

Sob uma perspectiva sócio-econômica, deixando de lado a intervenção divina e considerando a gestão meramente humana, a AD Perus certamente não prosperaria. Esse raciocínio materialista e terreno é típico de carnais. Quem tem visão espiritual, contudo, sabe que a gestão da obra missionária é do Senhor da Seara. Os salvos têm apenas o privilégio de se apresentarem como voluntários, instrumentos para serem usados para abençoar as nações.

Como muito bem registrou o apóstolo Paulo, “Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes” (1 Co 1:27). Por isso, mesmo com uma raiz na simplicidade, alvos até mesmo de chacota dos embotados espiritualmente, com poucos recursos financeiros, o Dono da Igreja a fez prosperar, ampliar o lugar da sua tenda, dar frutos a 30, 60 e 100 por um.

Pastor Orlando Soares: “Semeie! Põe a tua semente no celeiro de Deus, porque o tempo vai passar”

SEMEAR SEMPRE

O pastor Orlando Soares, quarto vice-presidente e diretor do Conampe, ressalta que no reino de Deus não há espaço para a pressa. “Você semeia hoje um pouquinho e espera passar 5, 10, 15 anos. Espera chegar lá na frente”, pondera. Ele exorta, ainda, a não tentar entender o agir de Deus para, enfim, obedecer.

A postura do servo temente é obedecer sem questionar ao Eterno. “Faça! Semeie! Põe a tua semente no celeiro de Deus, porque o tempo vai passar. O relógio de Deus vai passar e você, lá na frente, vai ter uma história para contar”.

Não queira contar algo que você não viveu. Não queira contar o que não é seu. A tua obra não é em vão no Senhor. Vale a pena você semear”.

EXPANSÃO NA CRISE

Por desígnios eternos, a liderança e a igreja da AD Perus com uma vocação missionária diferenciada. Os obreiros são habilitados para entender que é preciso hastear a bandeira do evangelho onde muitos se recusam.

Esta postura resulta em testemunhos que confirmam o mover da boa mão do Senhor. Evidência disso foi a abertura de novas congregações mesmo em meio à pandemia. O pastor Elias Cardoso testifica: “temos algumas congregações que foram abertas no aperto”.

Isso porque o fortalecimento da TV AD Perus despertou o interesse de pessoas que ficaram sem assistência espiritual. Por isso, entraram em contato com o Ministério e ajustaram as questões administrativas. “Tudo o que a gente quer é alguém que queira servir a Deus, não é prédio”, pontua o pastor Elias.

Por causa das incertezas provocadas pela crise sanitária e econômica, as sentenças de fracasso quanto ao pagamento de alugueis, sustento de missionários, manutenção da obra. Essa é a visão limitada e discurso fracassado de quem se deixa usar pelo mal. O pastor Elias, porém, faz um lembrete: “Eles esqueceram de perguntar para o Dono da Obra que não depende de mim ou de você, faz o que ele quer o que lhe agrada”.

Deixe seu comentário:
CONTRIBUIR