O status que não vale a pena: Orgulho

“…o amor não se ensoberbece.” 1Co.13:4e

O amor por si só é a maior propaganda. O amor não precisa de marketing, não precisa de assessor, não precisa de trombeta, não precisa de faixas ou bandeiras, porque o amor não se ensoberbece.

A ausência de humildade é um perigo sorrateiro onde esconde-se a soberba.

Agora nem tanto, mas, antes da pandemia o problema da promoção pessoal excessiva, era um mal em nosso meio.

As pessoas até podem ver informações de que você esteve em algum lugar, e que Deus operou através de sua vida, amém, glória Deus, somos sal da terra e luz do mundo, é o mínimo que devemos ser. Mas desculpe, ninguém quer saber se você saiu este ou aquele dia para ir e lá, onde quer que seja, e deseja ler ou ouvir de sua boca que: “Estive lá e bombou, quebrou tudo, fui o melhor depois de fulano de tal”. Isso não é amor, isso é orgulho. Isso é auto-promoção. Isso é soberba. Isso é distanciamento gritante de humildade, o amor não se ensoberbece!

Deus não separou seus filhos para serem produtos “no meio”, mas, os separou para ser diferentes no meio dos iguais.

Uma das maneiras de saber se estamos aprovados diante de Deus, é quando somos disciplinados na arte de servir, pois quem serve, não serve para ser visto, e Paulo trabalhou este princípio com a igreja de Corinto ao escrever “Porque não é aprovado quem a si mesmo se louva, mas sim aquele a quem o Senhor louva”. 2Co.10:18

O Senhor é o primeiro a contentar-se no seu servo. Sua alegria é proclamada dos céus, como foi com Jesus ao sair das águas do batismo.

O que você é, e faz, se Deus quiser, Ele encarregará fará outros saberem o que tem sido feito por sua vida, e isso se fará pelo amor seguido de humildade, de louvor por outra pessoa como escreveu Salomão em Pv. 27:2 “Louve-te o estranho, e não a tua boca, o estrangeiro, e não os teus lábios”.

Enquanto o amor que se ensoberbece, quer espalhar o que faz, o amor que é humilde é soprado pelas asas do vento pelo favor imerecido do Pai.

Não dê ao orgulho uma trombeta.

Não alimente o orgulho.

Não esqueça que o orgulho, foi um mal iniciado pelo querubim ungido contra Deus. Foi um mal encontrado em Ninrode, em Faraó, em Nabucodonozor, em Herodes, e ninguém se deu bem.

“Deus resiste aos soberbos” disse Tiago e Pedro, mas ambos também disseram que “Deus dá graça aos humildes”. (Tg.4:6;1Pe.5:5)

O orgulho é um status que não vale a pena.

Deixe seu comentário:
Fernando Cardoso
Fernando Cardoso
Serve na Deus na AD Perus Catedral. Casado, pai de dois filhos.
CONTRIBUIR