AD Perus: 74 anos fazendo missões

Como presidente do Ministério desde 2002, o pastor Elias Cardoso prioriza o treinamento na visão missionária da membresia das crianças ao anciãos

O mês de setembro é um marco histórico para a Assembleia de Deus – Ministério de Perus. As quatro semanas que datam o fim do inverno e início da primavera são dias que a igreja iniciada em 1947 traz à memória os feitos do Senhor desde os primeiros passos até os dias atuais.

A AD Perus pode testificar, sem medo de errar, que iniciou “sem parecer e sem formosura”. Aos olhos naturais, parecia ser um projeto que iria falhar. Quem tinha comunhão deficitária com o céu poderia dizer que não iria ter projeção, que o futuro não era promissor.

VOCAÇÃO MISSIONÁRIA

Certo é, porém, que a igreja nasceu com um DNA missionário. Exemplo disso foi a resposta que o pastor Francisco Alves, ainda no início de sua jornada com Cristo, recebeu do pastor Benjamin Felipe Rodrigues, que presidiu o ministério de 1950 a janeiro de 2002. No diálogo, o pastor Francisco perguntou se poderia dar sequência a um trabalho evangelístico em determinada localidade. A resposta do pastor Benjamim foi simples, objetiva e de fácil aplicação: “Do portão para fora, tudo é campo missionário”.

Esta visão tem sido preservada pelo pastor presidente Elias Cardoso que desde quando assumiu a liderança nacional, tem se empenhando por manter o crescimento da igreja em todas as suas frentes de atuação. O líder ressalta que a soma dos 74 anos é resultado de dependência irrestrita do Senhor. “Duas coisas norteiam o ministério de Perus: oração e palavra”.

CRESCIMENTO NA CRISE

As duas últimas celebrações de aniversário 73 e 74 anos serão lembradas na posteridade como eventos que ocorreram no contexto da pandemia. Tempos difíceis, de perseguição ao evangelho. Em alguns momentos, velada, em outros, de forma explícita.

A pandemia também serviu de álibi para alguns de pés ainda sem firmeza na Rocha. “O espírito do medo, do pânico passou no meio do arraial e o povo de Deus olhou para cima e clamou ao Senhor”, testifica o pastor Elias.

Como líder que dirigiu cultos on-line com a Catedral vazia, com irmãos assistindo em família apenas em casa, o presidente lembra que este tempo tem sido pertinente para dar distinção entre aqueles quem amam ao Senhor de coração mesmo ou apenas da boca para fora. “Agora é hora que eu vou ver quem busca ao Senhor em espírito e em verdade”.

MARCHA CONTÍNUA

Se por um lado, o reino das trevas mobilizou todos os seus agentes com a expectativa de deter a marcha da igreja, por outro, o Dono da Obra, mais uma vez, surpreendeu ao coração de todos que são sensíveis e atentos.

A estratégia de fortalecer a programação da AD Perus foi canal de bênção para manter a conexão entre os membros em todas as regiões do Brasil e no exterior. Contudo, os benefícios foram além. A comunicação do evangelho pelas redes sociais, alcançou corações aflitos que estavam sem esperança. Assim, o número de reconciliações e conversões registradas via redes sociais superou as centenas. Desta forma, a vocação missionária da igreja se consolida, também, nas plataformas digitais.

Deixe seu comentário:
CONTRIBUIR