Missionários descrevem impactos da pandemia

Os impactos provocados pelo novo coronavírus se agigantaram de tal modo que, sem qualquer exagero, os meios de comunicação passaram a identificar como “guerra contra um inimigo invisível”.
Desde o primeiro alerta, emitido pela China à OMS (Organização Mundial de Saúde), em 31 de dezembro de 2019, as estatísticas apontam até apontam que, no mundo, até 24 de abril, o total de 2.809.979 casos confirmados, 197.006 mortos, 789.069 recuperados.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, até o dia 24 de abril, os dados apontam: 52.995 – casos confirmados; 3.670 mortos; 21.670 recuperados. De acordo com a Faculdade de Medicina da Universidade John Hopkins, em Baltimore, Estados Unidos. O Brasil ocupa está na 11ª posição de casos confirmados. Antes, aparecem:
Estados Unidos (890.549 casos), Espanha (219.764), Itália (192.994), França (159.495), Alemanha (154.545), Reino Unido (144.635), Turquia (104.912), Irã (88.194), China (83.885) e Rússia (68.622). [Acesse o mapa]

A velocidade da contaminação pelo coronavírus desencadeou uma série de medidas, destacando-se o isolamento social como o mais comum. No contexto eclesiástico, as igrejas tiveram de suspender a realização de cultos. Essa medida também foi adotada em diversos países nos cinco continentes. Missionários assistidos pelo Conselho Nacional de Missões do Ministério de Perus (Conampe), detalharam como tem sido o enfrentamento ao coronavírus em suas bases.

BÉLGICA
Na Bélgica, o pastor Ronaldo Monteiro e família relatam: “Perseverança em tempos difíceis. Esta tem sido a marca da nossa igreja na Bélgica. A igreja, além das guerras espirituais, viu serem intensificados os desafios. Porém a igreja não para. Os irmãos continuam orando, recebendo as orientações pastorais, bem como sendo edificados pela exposição da Palavra de Deus através das redes sociais”.

FRANÇA
Na França, o pastor Cláudio e família descrevem: “A França assim como os demais países da Europa vem enfrentado grandes dificuldades por causa da pandemia. As igrejas, em concordância com as autoridades competentes, estão seguindo o decreto da quarentena imposto pelo governo francês restringindo as suas atividades. Porém, a Esperança da igreja continua sendo o Senhor. Apesar das circunstâncias, a igreja segue adiante com orações e cultos online. O filho de uma das irmãs que servem ao Senhor na AD Perus francesa, foi diagnosticado com a COVID-19, mas foi curado para alegria da família e glória de Deus”.

EQUADOR
O pastor Rodolfo Espinoza, que serve ao Senhor no Equador, relatou que em Quito, onde está a base missionária da AD Perus equatoriana, é a cidade mais atingida. A igreja no Equador conta cerca de 80 membros que servem ao Senhor em quatro congregações.

A exemplo da igreja no Brasil, o pastor Rodolfo detalha que para não deixar as famílias sem qualquer cuidado espiritual, são realizados cultos on-line. Os irmão participam enviando um versículo bíblico para dinamizar a programação. Em caso de ninguém se manifestar o pastor Rodolfo entra em contato para tomar ciência das condições gerais dos irmãos e estado de saúde. [Clique aqui para assistir uma das lives].

ÍNDIA
Os indianos formaram a maior população em quarentena do mundo. Entre eles a grande comissão é cumprida pela a família do pastor Mário, irmã Celina e filhos. Lá foram proibidas reuniões acima de três pessoas. “Este tem sido um momento oportuno para a igreja que, através das redes sociais e com o uso de uma caixa de som colocada posicionada estrategicamente na varanda de casa, está anunciando as boas novas de salvação”.

ITÁLIA
O pastor João Rocha, que estava participando da EBFO e Convenção 2020, realizada em fevereiro, quando os casos de contaminação na Itália estarreceram o mundo, relata que seu retorno foi marcado pela provisão do Senhor. Pois, após seu desembarque os aeroportos foram fechados. Nisso a gratidão encheu o coração de júbilo, pois se as fronteiras fossem fechadas antes que ele pudesse retornar, a angústia de ficar distante da família seria muito grande.

Como em outros países, a igreja italiana também está realizando cultos online com as igrejas e promovido várias reuniões de oração. Seguindo a Sede Internacional, foram desenvolvidos relógios de oração de 24 horas. Assim, os testemunhos se multiplicam. “Temos visto Deus curar paralítico e almas aceitando a Cristo Jesus”. O pastor João testifica, ainda, que “nunca tinha sentido tanta honra em ser um missionário como tenho sentido nestes dias atuais. Venha o que vier, a nossa confiança está firmada no Calvário”. Ele pontua, também, o equilíbrio entre reconhecer as limitações e aprender a confiar no Senhor. “Não podemos alterar a história ao nosso redor pois biblicamente já está tudo traçado por Deus. Porém, através da oração e respeito as Escrituras podemos atrair o favor de Deus na nossa vida”.

VENEZUELA
O casal Rodrigo Allan e Tatiana Gutierrez, que servem ao Senhor no campo missionário na Venezuela, relatam que o rigor da quarentena permitiu a saída de casa somente até 14h. E, com isso, os registros de fome e outras necessidades só crescem. A Santa Ceia foi servida nos lares.

PEDIDOS DE ORAÇÃO

Pela famílias de missionários no Brasil e no exterior;

Pelo fortalecimento da fé dos irmãos em todas as partes do mundo;

Para que Deus conceda misericórdia e as igrejas continuem crescendo;

Pelo fim desta pandemia.

Deixe seu comentário:
CONTRIBUIR