Máscara não impede adoração, nem salvação

Neste Dia das Mães, 10 de maio, a Catedral das Assembleias de Deus – Ministério de Perus recebeu uma pequena parcela de seus membros em mais um culto presencial marcado, como de costume, pelo cumprimento da promessa do Senhor Jesus de se fazer presente onde se reúnem dois ou três em seu nome.
O pastor Elias Cardoso, presidente da igreja, recomendou aos irmãos que não puderam estar em um culto presencialmente, para que contribuíssem ampliando o alcance da transmissão. “Compartilhe o culto e vamos abençoar a vida de todos aqueles que não podem chegar a um templo. Há impedimento em muitas cidades, mas nós vamos glorificar ao Senhor”, ressaltou.

Além de agradecer a Deus pela vida das mamães, a igreja teve a oportunidade de contribuir com a obra missionária uma vez que o segundo domingo de cada mês é dedicado à reflexão, intercessão e contribuição para a razão-primeira de fundação da igreja: a pregação do evangelho por todo o mundo.
Como soldados que não se intimidam com a batalha, os irmãos que podem participar do culto no templo, tomam toda as precauções necessárias e vivenciam o Salmo 122 sob uma nova perspectiva: “Alegrei-me quando me disseram: vamos à casa do Senhor”.

Plantão das trevas

Pastor Elias: “O inimigo tirou os olhos das filas de banco e de mercados e lugares de grande fluxo e está focado na igreja, para desmoralizar a igreja. Mas ele já perdeu”

O pastor Elias pontuou o contexto de perseguição velada desenvolvida por opositores da igreja de Cristo. “O inimigo tirou os olhos das filas de banco e de mercados e lugares de grande fluxo e está focado na igreja, para desmoralizar a igreja. Mas ele já perdeu”.

O presidente lembrou que os ataques são orquestrados por pessoas que não conhecem a igreja, não conhecem nada de culto que encaram a igreja como organismo a ser combatido. “A igreja é bênção para a sociedade. Se a igreja interceder, nós não vamos a lugar nenhum. Vai ficar tudo parado. Se Deus não ouvir a oração do seu povo, não vamos a lugar algum”.

Confiante no controle de Deus em toda a situação, o presidente orientou a igreja a não deixar a postura de adoração. “Vamos continuar louvando a Deus. Se tirarem a nossa voz, erguemos as nossas mãos e apontamos para cima, mas calados nós não vamos ficar”, declarou.

Medidas preventivas

Em função das medidas sanitárias para conter a contaminação pelo coronavírus, os templos só podem receber até 30% da capacidade de pessoas sentadas. Além disso, entre uma pessoa e outra deve haver sempre um espaço vago para os lados direito e esquerdo, à frente e atrás. Com o decreto estadual da obrigatoriedade para o uso de máscaras, todos os presentes devem estar usando máscaras.

Crianças, adultos acima de 55 anos, pessoas que tenham problemas de saúde, suspeita ou confirmação de infecção pelo coronavírus, não devem comparecer ao culto nos templos. O público que precisa de maiores cuidados deve acompanhar os cultos pelo portal da ADPerus ou pelas redes sociais.

Na Catedral, em Perus, a entrada está autorizada pela lateral e a saída pela frente. Esta logística foi adotada para evitar aglomeração tanto na entrada quanto na saída do templo. Também há álcool gel disponível para todos os participantes do culto.

Fidelidade na tribulação

A missionária Lígia Cardoso representou todas as mamães na homenagem pela data especial

Mesmo em meio à crise mundial provocada pela pandemia, a igreja de Jesus não abre mão de suas prerrogativas espirituais e sociais. Por isso, o cumprimento da grande comissão não tem pausa. O pastor Cleverson Dias apresentou um vídeo que resume o trabalho de evangelização firme e constante desenvolvido pelo Conselho Nacional de Missões da AD Perus (Conampe).

Graças ao coração voluntário de milhares de irmãos que entendem o privilégio de orar e contribuir para abençoar a vida daqueles que são vocacionados para serem enviados, o evangelho de Jesus continua quebrando cadeias, dissipando trevas, saciando o sedento, alimentando o faminto, fortalecendo o fraco, curando os enfermos e aperfeiçoando os futuros moradores da Jerusalém Celestial.
Estes sinais são testemunhados pela AD Perus em 20 estados brasileiros e mais 22 países na América do Sul, América Central, Europa, África e Ásia.

Serenidade na tempestade

O pastor Joinville Albernaz, primeiro vice-presidente da AD Perus, ministrou a Palavra de Deus à igreja. Com autoridade e unção, ele lembrou a posição da igreja. “Nós, que estamos em Cristo, estamos tranquilos, porque estamos confiados no Senhor”.

Durante a preleção pastor Joinville pontuou que como seres humanos estamos sujeitos a passar por perigos de toda sorte. “Em alguns momentos, é o mar que se levanta. Mas nós, que servimos a Deus, devemos lembrar que apesar do barco estar no meio do mar e que as ondas vão se levantar, não importa se você não conhece bem o mar ou o navio, o importante é que temos de saber que o Senhor está conosco no barco”.

A determinação da igreja em se congregar para louvar ao Senhor e ouvir a sua voz, foi coroada de júbilo quando, no momento do apelo, uma jovem pela internet e uma família de cinco pessoas no templo, receberam a Jesus como Único e Suficiente Salvador e Senhor de suas vidas.

Deixe seu comentário:
CONTRIBUIR